A primeira delas é válida tanto no Brasil como no exterior. São mais de 4 mil albergues da rede espalhados pelo mundo. Para emitir essa carteira é necessário pagar uma taxa de R$ 40. Crianças e adolescentes entre 10 e 17 anos pagam R$ 24. Menores de nove anos não precisam fazê-la.


A Carteira de Alberguista Nacional é válida somente nos mais de 70 estabelecimentos da rede espalhados pelo Brasil. Para solicitá-la, é necessário pagar uma taxa de R$ 20. 

A modalidade Família também é válida somente no Brasil para o titular, além do(a) esposa(o), companheira(o), namorada(o) e dependentes com idade até 18 anos. Não há limite máximo de pessoas. Os dependentes deverão mostrar a condição de associado alberguista através de qualquer documento que comprove sua condição de filho ou filha do titular da carteira ou do acompanhante. O valor dela é de R$ 30.

Para confeccionar uma das carteiras é necessário preencher um formulário, apresentar um comprovante de residência, uma cópia do documento de identidade e o comprovante do pagamento da taxa. É possível fazer o documento pela internet (www.alberguesp.com.br; www.hostel.org.br) ou comparecendo pessoalmente nos endereços também listados nos sites. Quem fizer pela internet pagará uma taxa de R$ 4 pela entrega da carteira via correio. A validade é de um ano a partir da data de emissão.

Alguns albergues têm restrições específicas, por isso, informe-se antes. Na região da Bavária, na Alemanha, os albergues da rede recebem apenas pessoas com menos de 26 anos. Não há restrições de idade em outros lugares do mundo.

Lembre-se também de que é proibido comer, ingerir bebidas alcoólicas e fumar nos quartos. Drogas, nem pensar!