O terceiro destino da viagem pelo Nordeste era a cidadezinha de Canindé de São Francisco,
no Sergipe, distante 200 km de Aracaju, tendo como atrativo principal o Complexo Turístico Xingó.
Como de Gravatá –PE para Canindé-SE  são 420 km, realizamos o check-out do hotel Villa Hípica às 5:00 da manhã, pois pretendíamos fazer o passeio aos Cânions do Xingó ainda no mesmo dia no horário de 11:30.
Rota utilizada

Partindo de Gravatá, percorremos a BR 232 no sentido de Garanhus na BR 423. Conseguimos realizar o percurso em 5:30 hs. Observem o mapa abaixo sobre a rota utilizada. 

As estradas estavam em boas condições. A única surpresa da rota foi a utilização de uma balsa na cidade de Pão de Açúcar para atravessar o Rio São Francisco. Nosso amigo Google, não nos lembrou deste pequeno detalhe! Mas isto não foi um problema, paga-se uma taxa de R$10 por carro. Foi super seguro e tranquilo. Para mim já foi um passeio, pois navegar no “Velho Chico”, como é chamado o Rio São Francisco, sempre é encantador! Duração do percurso da balsa: 20 minutos.
Travessia de balsa pelo Rio São Francisco.

 

#Ficadica: Depois descobrimos que poderíamos  ter entrado à esquerda no município de Olho d’Àgua das Flores e seguir por território alagoano. Assim passaríamos por Piranhas-AL antes de chegar em Canindé-SE. Seria bem mais perto e não necessitaria de balsa! Mas o Google não nos deu esta opção!  Esta dica foi de pessoas locais, e a estrada está ótima. ( Observe o mapa acima)
Outras rotas
O principal acesso é vindo de Aracaju ou Maceió. Saindo de Aracaju no sentido Itabaiana pela BR-235 o acesso é pela SE-206, passando pelas cidades de Ribeirópolis (existe um ponto de apoio para aqueles que desejam ir ao banheiro e tomar um cafezinho), Nossa Senhora Aparecida, Monte Alegre, Nossa Senhora da Glória (onde a dica é dar uma parada no Ponto do Bode e comprar iogurte de ameixa feito com leite de cabra; ricota e frescal). Seguindo você vai passar nos Doces de Dona Nena e logo após a cidade de Monte Alegre, Poço Redondo e finalmente Canindé de São Francisco. A Rota do Sertão foi restaurada pelo Governo de Sergipe, um investimento de R$ 52 milhões e que facilitou o acesso dos visitantes até ao cânion do xingó.


Visualizar Rota para Canindé de São Francisco – SE,partindo de Aracaju em um mapa maior

Dica: Pare na ida ou na volta nos doces da Dona Nena, são irresistíveis. Aqui conheci o famoso doce de bolinhas de queijo coalho. Uma perdição! 
A cidade
Não espere muita coisa desta pequena cidade. Pouca infraestrutura para o turismo, poucos restaurantes e algumas boas opções de hospedagens. Canindé é a porta de entrada para o Complexo Turístico Xingó, onde o Cânion do Xingó  é o principal atrativo turístico do Complexo que integra nas águas do rio São Francisco os Estados de Sergipe, Alagoas e Bahia.
No site da prefeitura de Canindé você encontra até muitas opções de restaurantes e pousadas, mas na prática não foi fácil de achar.
Muitos visitantes realizam o famoso bate-volta, partindo de Maceió ou Aracaju, mas é muito cansativo. Praticamente realiza apenas o passeio aos Cânions. 
Recomendo passar 1 ou 2 dias na região e realizar alguns passeios que revelam a história do cangaço.
Onde ficar – Indicação de hotel
A melhor opção de hospedagem em Canindé  chama-se Xingó Parque Hotel, seguido pelo Hotel Águas do Velho Chico. Escolhemos o Xingó Parque Hotel, pois priorizamos uma hospedagem de qualidade para compensar o tempo que ficamos na estrada. Vale lembrar que realizamos o passeio assim que chegamos na cidade. Então imaginem o cansaço!
Apesar do ter uma estrutura antiga e quartos com decoração ultrapassadas, o serviço compensa! A vista do quarto dá para margem do Rio São Francisco. Há mirante, piscinas, internet wi-fi, salão de jogos. Uma boa opção de hospedagem com crianças. Café da manhã simples, mas variado. Diárias no valor de R$ 150,00. Relação custo-benefício excelente.

Quartos do Xingó Parque Hotel
Vista do mirante e dos quartos do rio São Francisco
Piscinas
O hotel a noite
Quando a Globo filmou cenas da novela Cordel Encantado na cidade, toda a equipe ficou hospedada aqui.
#Ficadica: caso decida pernoitar na região, sugiro dormir em Piranhas-AL, não possui um hotel grande como o Xingó, mas várias pousadinhas descoladas e boas opções gastronômicas. ( Cenas dos próximos posts).

Complexo Turístico Xingó

Esta nomenclatura é referente ao conjunto de atividades turísticas na região de Xingó. Os atrativos mais importantes são:
MAX – Museu de Arqueologia de Xingó : 
Criado para estudar, preservar e divulgar o conhecimento sobre a pré-história do homem brasileiro, há mais de 9 mil anos, especialmente aqueles que viveram na região do baixo São Francisco, desde muito antes da chegada dos portugueses ao Brasil. Na entrada você tem uma visão geral sobre o que é arqueologia, seus métodos e objetivos; depois a exposição sobre arte rupestre (pinturas e gravações na pedra).

Em seguida a exposição do material lítico (em pedra), depois o cerâmico e depois o malacológico (conchas e ossos).Por fim você verá a área dedicada aos enterramentos; esta área é muito rica para obtermos informações porque os homens antigos geralmente dedicavam grande cuidado aos sepultamentos.
Endereço: Rodovia Canindé-Piranhas 3km ( no caminho do restaurante karrancas).
Valor do ingresso: R$ 3,00
Horário: de 4ª a Domingo de 9h/16h.
Usina Hidrelétrica do Xingó
Um espetáculo único: barragem com face de concreto e 141 metros de altura, um dos grandes desafios vencidos pela engenharia civil brasileira. 
É a segunda maior do Brasil e uma das sete maiores do mundo. Construída na divisa de Alagoas e Sergipe, ela criou um lago de 65 quilômetros de extensão no Canyon do Rio São Francisco, preservando sua beleza e possibilitando uma viagem fluvial de sonhos entre Xingó e Paulo Afonso. 
No Lago existe uma ilhota onde se concentram cerca de 8 mil aves aquáticas. Durante 40 dias fica suspenso o enchimento do lago para possibilitar que as aves ponham seus ovos e os filhotes alcancem idade mínima para voo. Com o enchimento as árvores ficaram submersas, aparecendo apenas suas copas de galhos e é para esse ninhal que retornam as aves, todos os dias, ao pôr do sol, proporcionando um espetáculo de rara beleza.
Endereço: Estrada para piranhas, 12km
Horário: 8h/16:30.
Informações: Visitas guiadas  com duração de 40min, maquete,vídeo e fotos.
Grota de Angico:
O roteiro inicia com a visita no Museu do sertão, localizado no município de Piranhas-Al , que exibem fotos, objetos e história do cangaço. Depois o passeio continua abordo de um catamarã, navegando pelo rio São Francisco no seu trecho mais bonito. O passageiro segue até Angico, próximo a grota onde era o esconderijo de Lampião e seu bando. Angicos, fica a 650 metros das margens do Rio São Francisco no município de Poço Redondo-SE. O passeio é opcional e o acesso somente é possível de forma normal na tradicional fila indiana, pois na verdade é uma trilha. 
Nesse local aconteceu  o combate onde morreram degolados Lampião , Maria Bonita e parte do seu bando em 28 de Julho 1938. Entre as águas do Velho Chico e a caatinga, a emoção, natureza e fé, ódio e amores, crime e castigo. A saga do sertanejo envolta em magia, misticismo e mistério.
Depois o barco segue até a pacata vila de Entremontes-AL, onde as rendeiras produzem o redendê, que é um tipo de bordado.
Duração do passeio: 4 horas
Valor do ingresso: R$ 50,00
Saídas: do porto de Piranhas ou do Xingó Parque Hotel.
Cânion de Xingó 
Passeio de catamarã pelas águas esverdeadas do rio São Francisco com paradas na Gruta do Talhado.
Endereço: reservatório de Xingó
Compra de ingressos e saídas do restaurante karrancas
Duração: 3 horas
Preços: R$50,00

Calma! Não vou escrever só isso sobre o Cânion de São Francisco não! Vou escreve um post interinho sobre um dos  passeios mais lindos do Brasil.Por enquanto, vai babando aí….

Cânions do Xingó
DICA:
Se quiser aproveitar os principais atrativos turísticos da região, sugiro ficar duas noites na região. Você irá conhecer toda a história do cangaço e admirar belezas naturais únicas!

Serviço e referências: 
Hotel: http://www.xingoparquehotel.com.br/
Prefeirura de canindé: http://caninde.swapi.com.br/index.php
Deixe seu Comentário
  • leocaetano

    Muito bom o post e o blog, Erika! Achei seu blog esses dias, não o tinha visitado ainda!

    Ia falar se não havia índios em Xingó, mas aí vi que estava confundindo com Xingú… O Rio São Francisco é enorme, fiquei muito surpeso na primeira vez que passei por ele. Deve ser uma região incrível para se conhecer! Vou acompanhar os posts…

  • Outros Ares

    Olá Leo,

    Eu que agradeço sua visita. É uma honra ter você por aqui. O blog foi criado em outubro de 2010, mas somente em agosto de 2011 realmente voltou a funcionar!

    Em breve postarei mais dicas sobre Sergipe , você vai adorar!

    Volte sempre.

    Erika

  • Claudia Liechavicius

    Aguardo ansiosa o post sobre o Xingó. Adorei a foto.
    Bj
    Claudia