Um dos passeios que fizemos quando estávamos em Sergipe foi o passeio de lancha que vai até Mangue Seco na Bahia. É bem verdade que é mais perto e fácil conhecer Mangue Seco partindo de Aracaju do que de Salvador.
Conhecida por ser cenário da novela Tieta do Agreste,obra de Jorge Amado, a praia de mangue seco é calma e tranqüila. Sua vila de pescadores exala simplicidade, as ruas de areia fina se cruzam na pracinha da Igreja, onde aconteceu a célebre cena de Tieta arrancando a peruca de Perpétua.
Como chegar
É possível conhecer Mangue Seco partindo de Aracaju-SE, Costa do Sauípe-Ba ou Praia do Forte-BA. Conhecemos a partir de Aracaju. 
Como estávamos com os meus cunhados fomos de carro. Utilizamos a rodovia que liga Aracaju a Estância, distante 75 km. Ao chegar no povoado Porto N’Angola (também conhecido como Porto dos Cavalos), em Estância, é feita a travessia de escuna para Mangue Seco.
Há duas opções: ir direto para mangue seco, onde o trajeto dura 20 minutos ou realizar um passeio mais longo, porém mais bonito, conhecendo a ilha da sogra, do sossego e a ponta do saco. Optamos pela segunda opção.
Tradicional Igreja branquinha com portas azuis, imagem lendária de Perpétua da novela Tieta
O passeio
O trajeto inicia na foz do Rio Real, contratamos uma lancha com capacidade para seis pessoas: eu e meu esposo, meus sogros maravilhosos e meus queridos cunhados, Gabriela e Benício. Na partida você combina com o barqueiro a que horas quer retornar. Navegamos pelo rio Vaza-Barris e Real.
No passeio é possível admirar uma extensa área de manguezal, tendo em vista o encontro dos rios Real, Piauí, Fundo, Guararema, Priapu e Saguí com o Oceano Atlântico e em seguida há duas paradas para banho: na ilha da sogra e na ponta do saco (a praia do saco é uma das mais bonitas de Sergipe).
A Ilha da Sogra, um banco de areia, que aparece durante a maré baixa, entre Mangue Seco e Praia do Saco, tem cerca de um quilômetro de extensão: de um lado, a pessoa pode tomar banho de rio, em água salobra. O outro lado fica em mar aberto, onde a temperatura da água é mais quente.
Mangue Seco
A lancha te deixa na entrada da vila de pescadores. Não é negócio ficar apenas aqui, o interessante é realmente contratar um bugue e seguir para praia.
São apenas 2 km que separam a vila da praia. Indo de bugue é possível atravessar as dunas branquinhas e ter uma admirável vista de toda a vila. Os coqueirais contornam e encantam toda a extensão do vilarejo.
Vista de cima de uma duna durante o passeio de buggy
Ao chegar à praia podemos constatar a simplicidade e o sossego. As barracas são rústicas e quase todas possuem uma rede! Não espere luxo nem sofisticação.
Barraca de praia em mangue seco: simplicidade e sossego.
Culinária
O aratu é a comida típica da região. Nem precisa dizer que provei né? O aratu é um pequeno crustáceo de cor avermelhada. Na praia de mangue seco é muito comum mulheres e crianças (é verdade, eu vi e comprei também de crianças, mas antes interrogamos se estavam estudando, etc.), venderem o catado de aratu: que é a carne de aratu cozida e desfiada temperada com cominho, coentro e pimentão e embalada em folhas de palmeira de licuri. Compramos quatro folhinhas de ambulantes que passaram pela barraca. Eu achei o gosto parecido com siri, mas levemente adocicado, realmente o gosto de cominho é bem marcante. Então para quem não aprecia este condimento nem tente comer.  Eu gostei!
Serviço
Lancha: R$ 150,00 com capacidade para 06 pessoas, realizando passeio pela ponta do saco,ilha da sogra e ilha do sossego, mangue seco.
Buggy: R$ 50,00 para 4 pessoas. Trajeto de ida e volta da vila para praia de mangue seco.
Agências de turismo em Aracaju:
Informações e reservas:
– Nativa Turismo: (79)3243-1493
– Nozes Tour: (79)3243-7177 / 9972-7314
– Propagtur: (79)2107-4444/4440 e 3179-4664/4665



Este passeio fez parte da viagem de carro pelo Nordeste, realizada em julho de 2011.
Deixe seu Comentário