João Pessoa: o que fazer, onde ficar, onde comer


Visitamos João Pessoa em julho durante a viagem de carro pelo Nordeste. Situada entre dois destinos bem procurados no nordeste, Natal e Recife, nem por isso passa despercebida. O turismo está em ascensão e cada vez mais as belezas e encantos de João Pessoa ganham mais adeptos.

João Pessoa é a terceira capital de estado mais antiga do Brasil. É aqui que o sol nasce primeiro nas Américas, devido ao fato de que na cidade está localizada a Ponta do Seixas, que é o ponto mais oriental das Américas.  
Cidade grande com clima de interior, organizada e bastante verde. É bem fácil circular pela cidade, principalmente se estiver de carroComo chegar


As passagens aéreas para João Pessoa geralmente saem bem cara, o melhor é comprar para Recife, distante apenas 120 km. Alugue um carro, ou vá de ônibus ou transfer. A rodovia de acesso BR 101, é bem sinalizada, duplicada e está em perfeito estado.
Click do nascer do sol no trajeto Aracaju – João Pessoa
Onde ficar

A maioria dos hotéis se concentra na orla nas praias de: Cabo Branco, Tambaú e Manaíra. A melhor localização devido à variedade de restaurantes, barzinhos, e feira de artesanato é em Tambaú. Ficamos no Litoral Express, quase em frente ao Tambaú Tropical. Hotel simples, porém com bons quartos e café da manhã satisfatório, a diária em julho saiu por R$ 140,00 para um casal e uma criança de 06 anos.
Vista da cobertura do Hotel Litoral Express
Se preferir hospedagem pé na areia, a única opção é o Hotel Tropical Tambaú, que se intitula resort de praia, mas não é bem assim. Um casal amigo se hospedou em janeiro lá e acharam as instalações antigas. Mesmo assim é uma boa opção em João Pessoa, tendo em vista que não há grandes hotéis por lá, a maioria é intermediário, não há hospedagens luxuosas.
Hotel Tropical Tambáu – arquitetura circular na praia de Tambaú


O que fazer

Ficamos apenas 03 dias e não foram suficientes para conhecer tudo que João Pessoa tem a oferecer. Assim vou citar alguns programinhas que foram realizados.
  •  Dá uma volta na orla da cidade percorrendo as praias de Cabo Branco, Tambaú e Manaíra.
Praia de cabo branco . Nota : O mar fica verdinho em dezembro, janeiro e fevereiro
  •  Visitar o Farol de Cabo Branco – um dos cartões postais de João Pessoa, esta situado em uma falésia da praia de Cabo Branco. Daqui é possível avistar a Ponta do Seixas, uma faixa de terra no qual é o ponto mais oriental das Américas, onde o Sol nasce primeiro.
  •  Estação da ciência, cultura e arte – também localizado na praia de cabo branco, fica antes do Farol e tem arquitetura assinada por Oscar Niemeyer.Uma torre/mirante configura-se como a principal das cinco edificações que compõem a Estação Ciência, Cultura e Artes. Constituída de dois pavimentos suspensos apoiados em base única, ela concentra uma estação científica, hall de exposições permanentes e temporárias, um restaurante, café e terraço panorâmico com visão de 360 graus para toda a natureza que a cerca.
  • Passeio pelas praias do Litoral Sul – Conhecer as belezas de Tabatinga, Coqueirinho, Tambaba e Praias Belas é um dos programas imperdíveis em João Pessoa. Praias belíssimas com areia branquinha, mar esverdeado e águas mornas. Em julho não pudemos ver desta forma, devido o período chuvoso, o mar estava com cor barrenta, devido às cheias dos Rios. No post anterior contei detalhes deste passeio.
Praia de Tambaba
Jurandir do Sax entoando o Bolero de Ravel
Outros passeios que não realizamos mais indico bastante:

 Passeios as piscinas naturais de Picãozinho e Areia Vermelha: estes passeios dependem da tábua de maré, só podem ser realizados na maré baixa. Existe alguns dias no mês que não é possível fazer este passeio e foi justamente no período que estávamos lá. A maré está de acordo com a as fases da lua, assim a época perfeita é na Lua Cheia e Lua Nova. Picãozinho são arrecifes de corais e estão localizadas em Tambaú, as saídas é em frente ao hotel Tambaú Tropical. Areia vermelha é um banco de areia que se forma na maré baixa, situado no município de Cabedelo, na praia de camboinha. Dica: Antes de viajar para conhecer piscinas naturais, confira estas dicas importantes do Ricardo freire, no site Viaje na Viagem 

Visitar o centro histórico– confira as dicas do Átila do blog Vou contigo sobre um tour no centro histórico de João Pessoa.

 Forró pé de serra no barzinho John People

Onde comer

Quer saborear comida sertaneja, típica do Nordeste? Então vá conferir as delícias do Restaurante Mangai.Apresenta ambiente aconchegante, rústico e agradável. Tem uma construção caracterizada como de uma fazenda do interior. Os garçons estão caracterizados com roupas de cangaço: lampião e Maria bonita.
Oferece self service com mais de 50 opções: paneladas, buchadas, rabadas, galinhada, rubacão, feijão verde, sarrabulho, carneiro, carne de sol, como também não falta peixes, camarões. As sobremesas são uma gostosura a parte: prove a cocada ou a cartola com sorvete. Uma delícia que agradam gregos e troianos. A matriz é em João Pessoa mais possui filial em Natal e Brasília. Eu conheço e indico os três. A unidade de Brasília é a mais imponente!

Outra opção deliciosa é o restaurante Tábua de Carne, com filial em Natal e Campina Grande. Prove a Carne de sol a Moda acompanhada do delicioso pirão de queijo, feijão verde, paçoca, banana milanesa, arroz. Um prato deu satisfatoriamente para 4 adultos e uma criança mortos de fome.

Não lembro o nome, mas quase em frente ao hotel Tambaú há um restaurante de rodízio de camarões, provamos e aprovamos!


Confira outras dicas de João Pessoa no Blog Viagem e Viagens e Mochila da Juli


É isso aí amigos viajantes… Não vejo a hora de poder voltar e aproveitar tudo que João Pessoa tem de melhor! E você tem alguma dica? Deixe sua colaboração.
Deixe seu Comentário
  • Petitinha

    Oi Érika,
    fui a João Pessoa em 2008 e adorei a cidade, uma das mais lindas que conheci! Fiz todos esses passeios, fiz amizades para a vida toda. Uma das coisas que fizemos foi pegar o trem, não é usual, as imagens não são lindas, mas impressionantes, o trem é utilizado por pessoas que vivem em uma situação de pobreza extrema, humildes e honestas, deu pra perceber bem o contraste social ali. Adorei o centro histórico, realmente um dos mais lindos, quanto à comida me apaixonei pelo rubacão, delícia!
    Abs,

  • Alexandra

    Oi Erika
    Adorei seu comentário no Destemperadinhos. Quero muito uma viagem para o Nordeste. Só fui quando era "jovem" (mais de 15 anos atrás). Estou louca para voltar.
    Bjs grandes
    Alexandra do
    @destemperadinho
    e @CAFEVIAGEM

  • Outros Ares

    Daiana,
    Infelizmente não tive tempo para conhecer o centro histórico, queria muito, mas ficou para próxima. Eu também amei o Rubacão, para quem não sabe o que é, lá vai: feijão, arroz,charque,queijo e legumes). Obrigada queria por sempre colaborar com o blog, e aí jé retornou do Rio de janeiro?

    Alexandra,
    Eu que vibrei com a sua visita. Adoro o blog destemperados e destemperadinhos, referência gastronômica para as viagens. Opa, em 15 dias mudou bastante o nordeste, você irá se surpreender, quando vier, não esqueça de incluir o Ceará no roteiro!

    Beijos,

    Érika

  • Lidiane

    Erika,

    To bem em duvida qual será meu próximo destino….Mas João Pessoa está bem cotado! ;-) .
    Assim qeu eu tiver o que compartilhar , volto aqui para trocarmos figurinhas!

    Bjs

    Lidane
    http://www.viajandocompouco.com.br

  • andreia castro gaigher

    Fui em outubro de 2011, gostei que que estou voltando agora em fevereiro de 2013. Ficarei hospedada no mesmo hotel, o Nord Blue Sunset, muito bom!