Vôo livre de asa delta no Rio de Janeiro

Sabe qual é a parte mais perigosa deste passeio? Descer do carro e atravessar a rua. Está lá em cima, é seguro e tranqüilo. Inesquecível!
(Instrutor Mosquito)
 Com certeza este é um passeio desejado por muitos, porém não sou todos que tem coragem e espírito aventureiro. Eu tive!

Depois de sobrevoar o Rio de Janeiro de helicóptero, foi à vez de me transformar em passarinho e sentir na pele esta sensação maravilhosa: voar! Sentimento de liberdade, vento, brisa, frio na barriga. Como somos tão pequenos e insignificantes vistos de cima. As belezas naturais se superam, se tornam imponentes!!

Havíamos reservado este passeio com outra empresa, onde preço era R$300,00, porém como estávamos hospedados no Che lagarto Copacabana, observamos que o hostel oferecia este passeio. O valor estava mais em conta e com o traslado incluso. Não deu outra, fechamos com eles! O melhor de tudo: voamos com um dos instrutores mais experiente e recomendado: Mosquito, o instrutor dos globais! J

Mosquito ( verde) dando as primeiras instruções

São Conrado – Praia do pepino – Pedra Bonita

O ponto de partida desta aventura é o bairro de São Conrado. Situado nas encostas à beira-mar, este sítio de vôo é um vale aberto para o Oceano Atlântico, com uma exuberante floresta urbana (a maior do mundo).

Pedra da Gávea ( maior) e Pedra Bonita ( menor)
Praia do pepino ( Foto: Érika Marques)



O transporte nos deixou em frente aoCSCVL (Clube São Conrado de Vôo Livre), instituição responsável pelo vôo livre na cidade do Rio de Janeiro. Aqui os equipamentos são vistoriados e conduzidos por instrutores credenciados. Após nos encontramos com o Mosquito, o mesmo nos encaminhou para fazer o cadastro (Paga-se uma taxa R$ 15,00, e você recebe um manual de aspirante a piloto de vôo livre, e uma carteirinha válida por um ano). Esta taxa é paga fora a parte do valor do passeio: é obrigatória.

 

Realizando o cadastro  no CSCVL – Na foto Carol May e Cláudia Beatriz


O vôo duplo é proibido, o vôo  ofertado é o de instrução, ou vôo de batismo, demonstração. Cada instrutor é autorizado realizar até 04 vôos diários.

Em seguida no próprio carro do instrutor, subimos a pedra bonita. No caminho ele mostra um vídeo do vôo, e fala um pouquinho de sua experiência.



Pedra Bonita – Local da decolagem

Um festival de pipas! Uma fila quase interminável de asas-deltas coloridas e divertidas!

Daqui parte todas as decolagens. A estrutura disponibiliza um quiosque com vendas de bebidas e salgados e alguns snacks e banheiros.

 


Mesmo que você não tenha coragem ou não possa voar ( é permitido pessoas com peso até 120kg – se o tempo tiver ótimo – caso contrário, se o tempo não estiver favorável,  pessoas acima do peso é desaconselhável), há um espaço para admirar a paisagem e curtir todas as partidas. É super divertido, e vale a pena. A vista é deslumbrante. Como era um domingo estava lotado.

 

Observando as decolagens ( Foto: Érika Marques)


Na rampa de cima partem as asas deltas, e na pedra logo abaixo, os parapentes. Acontece um vôo por vez, e os instrutores se comunicam através de rádio, gritos e batendo o pé na rampa! J
Rampa do parapente
Rampa da Asa Delta
Neste dia, o tempo não estava ajudando muito!As vezes demorava 15, 20 minutos para uma decolagem, o que ocasionou atrasos, filas e cansaço! Quando o tempo está bom as decolagens acontecem a cada 45 segundos, e o tempo de vôo pode durar de 07 a 15 minutos.

O treino – Decolagem

É realizado um pequeno treino com instrutor: a corrida. Esta terá que sair perfeita pois influenciará diretamente na sua decolagem.

Qualquer aeronave dotada de asas necessita de uma velocidade mínima para entrar em vôo, chamada velocidade de estol.. Abaixo dela a asa não voa cai. É porte motivo que os aviões tem que aceleram na pista para decolar, e por isto que precisamos também correr para decolar tanto de asa delta quanto de parapente. Atenção: o vôo livre não tem motor e precisa de velocidade para decolar, portanto não tente parar e nem saltar no final – simplismente corra vigorosamente até entrar no ar. Como disse Mosquito, faça que nem a Mary Poppins. Para mim esta foi a parte mais tensa, os nervos estavam a flor da pele!

Como passarinho, livre para voar

Bem, agora palavras são desnecessárias. As fotos revelam toda a minha satisfação nesta aventura.


Serviço

Instrutor Mosquito
Telefone:021 9989-5507
No pacote estava incluso o vôo, cd com fotos e translado. O vídeo e a taxa da carteirinha paga-se a parte.
Confira as escolas credenciadas pela CSCVL para instrução de vôo livre


Deixe seu Comentário
  • Claudia Liechavicius

    Ô menina corajosa. Erika, eu não voo de asa delta nem amarrada. Sou muito medrosa. Já subi nessa rampa várias vezes, mas só para admirar a paisagem e ver os corajosos – como você – partindo para um voozinho…
    Morro de medo!!!
    Quem voa diz que é o máximo.
    Vou ficar devendo essa.
    Bj
    Claudia

  • mejogueinomundo

    Shoooow, a vista do Rio deve ser linda de cima!
    Vc reservou este passeio com antecedência ou quando já estava lá mesmo ?

  • Outros Ares

    Olá Monique,

    Então fechei o passeio durante a minha estadia. Havia reservado com outra operadora, mas quando constatei que o Che Lagarto disponibilizava mais barato e ainda com transfer incluso, fechei na hora! Basta reservar com um dia de antecedência!

    Beijos,

    Érika Marques
    @vejaoutrosares

  • Beto Rotor

    Parabéns!!! boas informações de asa delta.