Quem não foi ao Musée du Louvre não foi à Paris……

Nelcilene Santos, Nutricionista
Fortaleza-CE
Nelcilene e sua sobrinha Bruna em Paris
Maravilhoso, surreal e encantador museu de arte localizado no centro de ParisHá em seu conteúdo um infinito histórico inenarrável e lendário.

Localizado na margem direita do Rio Sena, no Palais Du Louvre, antigo Palácio Real da França, está situado entre os jardins das tuileries, para ser mais específica.


No pátio principal (Cour Napoleon), logo vemos a pirâmide do Louvre (Há uma lenda bizarra em torno do número de painéis existentes),construída em vidro e metal, a qual funciona como entrada principal do Museu, mas podemos entrar pela Rue de Rivoli,  porta dos leões (por onde adentrei), galeria do Carrocel, enfim…não esqueça o tênis……

O bilhete de acesso é válido por todo o dia. Na porta dos Leões a venda de bilhetes encerra às 17 h. Pesquisei e verifiquei que atualmente, o bilhete para as coleções permanentes custa 10 €, para as exposições do hall Napoléon 11 € e o bilhete casado custa 14 €.

Ao chegar guarde seus pertences e sugiro que pegue um guia (disponibilizado também em português no balcão de informação), há também o guia multimídia (neste não constatei o idioma português, lamentável). Os folhetos de visitas são gratuitos. Quando a fome bater procure um café ou bistrô. Lembrete: não poderá “mastigar” nada no espaço interno do Museu. Para os menores de 26 anos residentes no espaço econômico europeu a entrada é franca (minha sobrinha Bruna se deu bem…).

Na livraria você poderá adquirir diversos souvenirs ( lapiseiras,chaveiros,reproduções de obras,catálogos, etc).Durante o percurso, encontramos pictogramas que representam as principais regras que devemos respeitar.Sendo proibido utilizar celular; tocar nas obras;  fotografar; correr;  portar bagagem; comer;  fumar; falar alto; etc. Em algumas salas permitem fotografar e filmar, mas não autorizam a utilização de flashes. Não esqueça que sempre haverá um vigilante para fazer cumprir o regulamento de visita, não infrinja as regras, pois será constrangedor…

No mezanino estão as esculturas, antiguidades egípcias, história do Louvre, o Louvre medieval e salas de exposições temporárias. No térreo você deverá encontrar antiguidades gregas, orientais, etruscas, artes das Américas, romanas, etc. No 1º andar, Pinturas, artes gráficas, objetos de artes, antiguidades egípcias, etc. No 2º andar, pintura francesa, alemã, belga, russa, etc. Enfim, uma infinidade que é quase impossível descrever.

Não me recordo qual o andar, mas poderemos ver jóias espetaculares e tesouros da coroa francesa usados por Napoleão e Luis XV.

Quanto às dicas, no mezanino você deverá encontrar os fossos do Louvre medieval e Santa Maria Madalena. A estátua de Afrodite (a Vênus de Milo) está situada no térreo. No 1º andar encontramos dentre outros, os apartamentos de Napoleão III e o quadro de Leonardo da Vinci, a Gioconda (Monalisa).

Vários cafés e restaurantes estão presentes em toda a área do Louvre que vão desde o Museu do Louvre, o jardim do Carrossel e os jardins das Tulherias.

A dica atual é o Le café documentation Starbucks, está localizado sob a pirâmide na entrada do Louvre e é o lugar perfeito para tomar uma bebida quente e degustar uma guloseima.

E quanto aos amantes da arte, preparem-se para se embevecer com um banho de história de arte e cultura. É emocionante! Espetacular!

Este relato foi enviado por uma grande amiga, que após receber um presentinho de Natal ofertado pelo Blog, o livro “O Guia do Viajante Inteligente – 400 dicas para viajar bem e barato”,no sorteio que fiz na confraternização do trabalho,  se sentiu motivada a contribuir conosco. Obrigada linda! :)

Confraternização de Natal da SMS Pacatuba ( Nel com o comprovante do sorteio)



Deixe seu Comentário
  • Nelcilene

    Lindo o novo layout do Blog,parabéns!